Blog

5 comportamentos que podem comprometer sua saúde financeira



Já parou pra pensar o quanto realmente você gasta por mês? Escola, combustível, supermercado etc? Muitas pessoas utilizam métodos para ter mais transparência em suas finanças, como por exemplo, planilhas ou ate mesmo aquela contagem das notinhas de supermercado no final do mês e depois registrando tudo em um caderninho. Pode parecer bobagem, mas sim, esses métodos funcionam. Agora vamos falar de um problema enfrentado pela maioria das pessoas que sonham em ter uma saúde financeira estável, porém não fazem ideia para onde o seu dinheiro está sendo direcionado. 

1 - Não saber o quanto deve

Parece clichê, mas é o princípio de tudo. Saber antecipadamente tudo o que você deve, pode te ajudar a planejar e priorizar melhor seu dinheiro. Dessa forma você saberá quando poderá fazer novos investimentos, seja aquela viagem de final de semana ou até mesmo algo para o seu conforto. 

2- Não fazer ideia onde o dinheiro esta sendo investido

Muitas pessoas além de não ter a mínima ideia qual o valor de suas dividas, também não fazem ideia para onde o seu dinheiro esta sendo direcionado todo mês. Saber o quanto gasta em coisas básicas ou até mesmo o quanto você gasta em cafezinhos toda semana, permite você a ter tomadas de decisões como onde e quem deve maneirar no consumo quando a situação ficar um pouco mais difícil. 

3-Uso do cartão de crédito

O uso o cartão de crédito pode se tornar uma armadilha, a falsa impressão que não estamos gastando tanto assim quanto parece, pode ser um grande problema quando sua fatura chegar. Tenha em mente que o seu limite de crédito só deve ser usado para emergências ou em caso de despesas fixas. Se você costuma utilizar um valor aproximado todo mês, não se esqueça de ter isso anotado ou cadastrado junto ao seu planejamento financeiro seja qual for ele. Tome muito cuidado com os parcelamentos, financeiras costumam parcelar seu cartão de crédito com taxas de juros altíssimas em casos de inadimplências.

4- Utilizar empréstimos ou cheque especial sem necessidade

Lembre-se que qualquer facilidade que o banco disponibilize a você isso terá um custo alto, alias nenhum banco trabalha de graça não é mesmo? Algumas pessoas contabilizam o limite de crédito do banco ou até mesmo limite do cheque especial como parte da sua renda e acabam entrando em dívidas cada vez mais altas. Aí entra o empréstimo, pegar um valor no banco para suprir outras necessidades porque alias você já não pode contar com o seu cheque especial, pode tornar o problema ainda maior. Então nossa dica é não deixe de forma alguma a sua situação chegar a este ponto, o risco de entrar em uma divida sem fim é cada vez maior, afinal as taxas de juros não são baixas e nesse momento acaba todas as possibilidades de conseguir outros recursos, pois o seu cartão de crédito já pode estar comprometido e seus limites de créditos no banco também. Já imaginou que situação? 

5- Nunca deixe a empolgação tomar conta do seu planejamento

Digamos que você esta programando trocar de carro no final do ano, ótimo, você tem uma meta. Mas no final de semana surgiu aquela viagem imperdível e você acabou de colocar parte deste investimento em uma decisão tomada por impulso. Nossa sugestão é, tente separar seu dinheiro de uma forma que você consiga fazer uma planejamento a longo prazo se for o caso, sem precisar abrir mão de fazer outras coisas que também são importantes para você, afinal, não estamos aqui somente para juntar dinheiro não é? Esperamos que essas dicas ajudem a você a tomar decisões melhores ao planejar suas finanças, nossa plataforma pode auxiliar e manter os relatórios precisamente e dando mais segurança para investir e claro, economizar.

Outros artigos


PayBill, Controle Financeiro Pessoal Online

PayBill, Controle Financeiro Pessoal Online

Quer controlar todas as suas despesas online? Conheça nosso sistema!